Contos de Ponte Aérea: Leia com Moderação.

Andrew dirigia nervoso e, sem se dar conta do perigo, costurava entre os carros para fazer, em dez minutos, um percurso que normalmente levaria vinte. Insisti com ele que era importante chegar, contanto que estivesse viva o suficiente para pegar meu voo de volta para o Brasil. Ele encostou o carro na primeira vaga que … Continue reading Contos de Ponte Aérea: Leia com Moderação.

Deux croissants e uma xícara de amor, s’il vous plaît.

Acordo cedo porque aprecio o cheiro da manhã. E também porque a atmosfera matinal exerce forte ação regeneradora sobre mal-estares de qualquer natureza. Gosto de olhar a rua despertando junto com o Sol. A diferença de fuso horário sempre prorroga minha letargia. Abro a cortina para acompanhar o início do dia. Uma mulher de cachecol … Continue reading Deux croissants e uma xícara de amor, s’il vous plaît.